Não confunda o amor com prisão

tumblr_mf2sv1cacu1rkuh88o1_500-thumb-800x280-87769

Quando eu tinha uns 12 anos de idade eu abominava a ideia de ter um namorado porque pra mim a partir da hora em que eu respondesse com um sim a pergunta “quer namorar comigo ?”  eu teria que abrir mão de muita coisa que eu gosto .

Eu estava errada .

Quando alguém gosta de você de verdade ele não “corta da sua vida” coisas que te fazem bem . Ele quer te ver mais feliz .

Eu vejo tanta gente terminando namoros e dizendo “ai como eu perdi tanto tempo com fulano” “deixei minha vida de lado por causa de um relacionamento” . Mas gente , que tipo de pessoa deixa o outro ditar o que ele tem que fazer , onde tem que ir , com quem conviver ? Sabe o que é isso ? Um relacionamento abusivo . E quando acabar , você vai olhar pra trás e ver que a tal pessoinha em questão não te acrescentava nada e a única coisa que você precisava pra ver isso era um óculos muito bom e uma dose dupla de amor próprio .

Mas será que essas pessoas que se deixam levar por essa “ditadura amorosa”  já olharam pra dentro de si mesmas e procuraram o que há de errado com elas pra que deixem o outro controlá-las como marionetes ? Será que elas já avaliaram a pessoa que está ao lado delas pra saber o que ela está “se sacrificando para que isso dê certo ” também ?   Cada um tem o direito de escolha , e se você escolhe deixar alguém comandar seus passos , a culpa por partes é sua também .

Afinal , que graça tem  amar-alguém-sem-graça ? Alguém que viva pra você e que não tenha essência ?

E qual a graça de tirar a graça de alguém ?

Amor não é escravidão não ,  colega . Eu sei que o ciúme aperta às vezes (quase sempre) , e que o medo de perder alguém pro mundo é grande . Mas eu prefiro que a pessoa conheça o mundo e me escolha no meio disso tudo do que ser escolhida só por ela não ter opção .

Uma vez eu vi uma frase que dizia , “controle suas palavras , minha liberdade não pertence á ninguém .”

A minha à ninguém pertence , e a sua ?

A minha não pertence  além de mim , e sua ?

Anúncios

Aquela vontade de largar as coisas de lado

Eu não sei vocês , mas todo mês tem uma época em que a minha criatividade parece que junta as malinhas e vai embora , a empolgação some e a força de vontade dá as mãozinhas com ela sai correndo

Acho que todo mundo tem disso né ? Creio eu que um dos piores defeitos do ser humano é essa mania de desistir das coisas porque acha mais fácil do que insistir , mesmo que essa coisa seja importante . Desistir é sempre mais fácil.

É melhor ir dormir mais cedo do que estudar pra aquela prova de matemática que você ficaria felizassa se tirasse dez . É melhor assistir aquele programa “podrinho” que não vai te acrescentar nada do que fazer exercícios que vão lhe proporcionar bem estar depois . É mais fácil largar de lado as coisas que você gosta de fazer mas que exigem um pouquinho assim de esforço , e ir deitar na caminha quentinha enrolada no cobertor sem fazer nada.

É , realmente é mil vezes mais fácil e tentador desistir . Mas será que vale à pena ?

Música é amor

Pra mim , a música foi feita para alegrar , fazer a gente feliz e não pra ser motivos de brigas e desentendimentos por causa de sua diversidade . “Ah , o meu cantor é melhor que o seu e blá blá blá” “Tal estilo musical não presta” …

Não presta é o caralho ! Música boa é aquela que te faz bem , e só ! Não importa se você chora ouvindo Jorge e Mateus no quarto ou gosta de refletir ao som de Renato Russo , se prefere descer até o chão ao som de Anitta ou ama de paixão a Pitty .

 MÚSICA É AMOR , 

É bem estar , é coisa boa e não coisa ruim . Não é estresse , é calmaria  . Eu espero do fundo do meu coração , que um dia as pessoas entendam isso .

Vamo sentar , e dividir o fone com o ‘coleguinha’ , revesar as músicas e cada um entender o que há de bom em cada uma (porque há , pode ter certeza) e esquecer esse preconceito bobo .

E caso você não esteja aberto(a) à isso , fique com o seu gostinho musical , no seu cantinho , e seja muito feliz , mas muuuuuuuito mesmo ! Porque é isso que eu te desejo essa segunda … E na outra … E na outra … E na outra ..